Por Denise Mello e Danaê Bubalo

aldnei siqueira

Prefeito Aldnei Siqueira não estava na casa na hora do assalto – Foto: Divulgação Prefeitura

A casa do prefeito de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), Aldnei Siqueira, foi assaltada no final da manhã desta sexta-feira (13) por quatro homens fortemente armados. Os ladrões conseguiram levar a bolsa da primeira-dama com R$ 10 mil e chegaram a agredir o filho do prefeito, que chegou no momento do assalto. Com muito terror, a dupla que entrou na casa dizia o tempo todo que já havia encomendado o caixão para o prefeito e mulher porque haviam sido contratados por R$ 100 mil para matá-los. Os bandidos conseguiram fugir.

O assalto aconteceu por volta das 11 horas na casa da família, no bairro Barreirinha, em Curitiba. Dois homens armados entraram na casa e dois ficaram do lado de fora. Armados, eles renderam a esposa do prefeito Siqueira, que se preparava para sair, a empregada e o motorista.

De acordo com o delegado Hertel Rehbein, os bandidos sabiam muito bem o que queriam. “Eles demonstraram conhecer a rotina da família e pediam uma maleta cheia de dinheiro, que pertenceria à prefeitura. Fizeram graves ameaças e conseguiram pegar R$ 10 mil que a primeira-dama iria usar para fazer o pagamento de funcionários de uma autoescola da família”, relatou o delegado

Segundo Rehbein, os ladrões usaram de muita violência psicológica com a primeira-dama. “Eles usaram de uma violência psicológica extrema. Disseram que tinham acabado de passar em uma funerária para escolher o caixão de casal para a primeira-dama e o prefeito e que tinham sido contratados para matar os dois por R$ 100 mil. Detalharam ainda que já tinham recebido R$ 20 mil e iriam receber o restante assim que completassem o serviço”.

O filho do prefeito chegou acompanhado do neto do casal, de 3 anos, no momento do assalto e foi agredido pelos ladrões. “Ele recebeu várias coronhadas na cabeça e ficou ferido. A primeira-dama está bastante abalada psicologicamente, mas não ficou ferida, assim como os funcionários e o neto do prefeito. Todos estão bem”, disse o delegado.

Os bandidos estavam com um rádio-comunicador na frequência da polícia e quando perceberam que um vizinho havia descoberto a ação, fugiram em um Celta preto.

Ao delegado, o prefeito Aldnei Siqueira disse que vem recebendo ameaças de morte.

A polícia analisa as imagens de câmeras de segurança da rua para tentar identificar os quatro bandidos. O crime deve ser investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR).