Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

Um assalto à residência do cônsul da Argentina durante a noite desta quinta-feira (28), no bairro Campo Comprido, em Curitiba, terminou com um suspeito baleado, já na madrugada desta sexta-feira (29). A vítima teve a casa invadida e foi levada como refém, até ser liberada na Rua Eduardo Sprada minutos depois. A abordagem aos marginais aconteceu porque o carro do Cônsul, um Citroen C3, tem placas oficiais, de cor azul, o que manteve os policiais militares em alerta ainda maior.

“Nós tínhamos o alerta deste carro e algumas horas depois ele foi encontrado na Vila Sabará, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), onde os suspeitos não respeitaram o pedido de abordagem”, explicou à Banda B o tenente Osias, da Polícia Militar (PM). “Aconteceu uma intensa perseguição, até que eles abandonaram o carro e entraram em um matagal”, completou o tenente.

Mato a dentro, os marginais trocaram tiros com os policiais, com um sendo baleado e outros conseguindo fugir. “Eles desceram atirando na nossa equipe e houve uma reação, na tentativa de se defender. Acreditamos que dois suspeitos fugiram. O carro é oficial do Consulado da Argentina e o cônsul foi levado como refém, mas liberado em seguida e está bem”, explicou Osias.

O suspeito baleado foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador, onde está internado em estado grave.