Da Redação com Polícia Civil

O balanço final da Operação Cartão Vermelho deflagrada nesta quinta-feira (19) confirma a prisão de pelo menos 16 torcedores do Atlético-PR. Polícias civis de Curitiba, Joinville (SC) e do Rio de Janeiro (RJ) prenderam os envolvidos na briga entre torcedores atleticanos e vascaínos, que aconteceu no dia 8 de dezembro, na última rodada do Campeonato Brasileiro.

preso-atletico-201213-bandab(Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Além dos 17 mandados de prisão preventiva na capital paranaense, outros dois foram expedidos para moradores de Joinville, oito do RJ, um de Goiás e outro do interior do Paraná. Entre os torcedores detidos em Curitiba estão o ex-vereador Juliano Borguetti e um membro da Aeronáutica – que está preso no próprio local de trabalho. O 17º com mandado de prisão se entregou na noite de ontem (19).

Os presos vão responder por associação para o crime, dano ao patrimônio público e incitação ou prática de violência em estádio de futebol. “Vamos analisar caso a caso e pode ser que, dependendo da gravidade de cada caso, alguns deles também sejam indiciados por tentativa de homicídio”, contou o delegado da Divisão de Paulo Reis.

Foram presos em Curitiba além do ex-vereador, Dyony Eduardo Carneiro Milleo, Salatiel Dias Lima, Stevan Vieira da Silva, Márcio José Pondelek, Thiago Cardozo Salvadori, Rafael Enrique Marçal, Guilherme dos Santos, Gabriel Almeida Ziemer, Willian Batista, Agnaldo da Silva Reis, Daniel Gomes, Luiz Felipe Menegatti, Rodrigo Augusto da Silva, Thiago Paese Weber e Jorge Luiz de Oliveira Júnior (preso na Aeronáutica).

Além deles, três torcedores do Vasco já haviam sido presos em flagrante, em Santa Catarina, no dia da briga.