Da Redação

A atriz global Letícia Sabatella, que já morou em Curitiba, contou na rede social Facebook que o primeiro assédio que sofreu aconteceu na cidade, quando ela tinha 12 anos. A publicação faz parte da campanha criada pelo coletivo feminista Think Olga, com a hashtag #primeiroassédio, que viralizou na web na última semana.

leticia-sabatella3

(Foto: Reprodução/Facebook)

A página da Prefeitura de Curitiba compartilhou a publicação da atriz na tarde desta quarta-feira (28). “Eu voltava de ônibus da aula de Ballet, no Teatro Guaíra. Descia na rua da minha casa, umas duas grandes quadras antes, acostumada a esse caminho”, diz ela no depoimento. Foi nesse momento que um corcel vermelho parou perto dela, que estava mais próxima aos jardins das casas do que da rua.

O homem que estava no veículo perguntou qual era o nome da rua e ela respondeu. Ele disse, então, que não conseguia ouvi-la e ela falou mais alto. Mesmo assim, ele pediu para que ela se aproximasse. “Foi então que percebi seus olhos verdes avermelhados e estatelados, o pênis em suas mãos, o olhar doente e pessimamente intencionado. A rua deserta, ainda uma longa distância até minha casa”, conta.

Ela deu alguns passos para trás e, sem tirar os olhos dele, pegou um tijolo de um monte de construção. “Eu fiquei parada, pronta para o que viesse. Ele ainda exitou, antes de partir lentamente, seus olhos em mim, eu o vi descer a rua ao longe, virar o carro e ainda voltar na minha direção”.

Quando ele finalmente desapareceu, ela correu até a casa. “O coração a mil, um nojo daquilo, a minha forma de medo. A gratidão pelo tijolo da construção”, concluiu.

Para denunciar esse tipo de assédio, basta ligar para o número 100.