O assaltante que atirou contra um soldado da Polícia Militar durante um assalto no Supermercado Santos, na noite de ontem, em Contenda, região metropolitana de Curitiba, morreu em confronto com policiais na manhã desta terça-feira (29). Hermínio Ivan Belo Cenico, 35 anos, morreu com um revólver calibre 38 nas mãos. Ele estava escondido na casa da ex-mulher na região de Catanduvas.

O assalto ao supermercado aconteceu por volta das 21 horas. O policial Eugênio Silva Filho, 35 anos, estava na companhia de um amigo em um supermercado da cidade quando foram surpreendidos pelos assaltantes, que atiraram contra os policiais. O soldado foi baleado embaixo do braço direito e socorrido pelo Siate. Os assaltantes fugiram entrando em um matagal.

A partir daí, uma grande perseguição começou para prender os suspeitos. De campanha durante toda a madrugada, policiais da Rotan do 17º BPM conseguiram descobrir o paradeiro de um dos assaltantes. Ele estaria na casa da ex-mulher dele. Chegando no local, viaturas da polícia foram recebidas com tiros. O suspeito, de acordo com a polícia, foi até os fundos da casa e entrou em um matagal. Durante o confronto, ele morreu com quatro tiros.

O suspeito morreu com um revolver 38 nas mãos. A arma estava com 17 cápsulas deflagradas e 4 intactas. Hermínio já esteve preso por quatro anos por tráfico de drogas e há dois meses estava em liberdade. O corpo do suspeito foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e a Delegacia da Lapa vai apurar as investigações.