Juliano Cunha/Banda B
Arma usada pelo atirador

Uma briga terminou com dois homens entre a vida e a morte na noite desta segunda-feira (14) em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba. Claudir dos Santos, 37 anos, sacou uma arma e atirou duas vezes contra o peito de Adenilson Britto de Castro, 35 anos. Testemunhas se revoltaram e partiram para cima do atirador. A arma dele teria travado depois dos dois disparos. Os dois foram levados a hospitais da cidade de Curitiba.

O caso aconteceu na rua João Cordeiro de Cristo, na Vila Grécia. O motivo da briga é desconhecido, mas pessoas próximas informaram que eles não se davam. Depois dos tiros, testemunhas se revoltaram com a atitude de Santos e partiram pra cima dele. O atirador apanhou bastante e as agressões só cessaram quando os socorristas do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) chegaram. Santos teve fraturas no rosto e foi levado inconsciente e em estado grave ao Hospital Evangélico.

“No momento em que ele atirou duas vezes, as pessoas nos contaram que a arma travou. Daí a população pulou dele. O irmão da vítima que conheceu as agressões. Parece que a briga tinha começado dentro de um bar”, contou o soldado Cunha à Banda B.

A vítima baleada foi socorrida pela família e transportada ao Hospital Cajuru. A Delegacia do município investiga o atentado.