Vítima foi levada à delegacia de Guaratuba para registrar Boletim de Ocorrência e prestar depoimento. (Foto: Reprodução/StreetView)

 

Um jovem de 22 anos, acusado de estuprar e agredir a ex-namorada, morreu após reagir a uma abordagem policial em Guaratuba, no litoral do Paraná, nesta sexta-feira (11). Após passar a noite sofrendo abusos dentro da casa do rapaz, na Rua Quatiguá, no bairro Cohapar, a vítima, 23, correu pedir ajuda para uma equipe da Polícia Militar (PM).

“Ela contou que foi violentada e agredida de várias maneiras durante a noite. O suspeito chegou até a cortar o cabelo da vítima, tudo isso na frente da filha dela, de dois anos. Ela comentou também que já havia sido ameaçada de morte pelo ex-companheiro, que tinha diversas passagens por tráfico e por porte de arma”, comentou o tenente Sappel, da PM, em entrevista à Banda B.

Após receber a denúncia, os policiais foram atrás do suspeito, que correu para casa ao perceber a presença deles. “A equipe, então, seguiu até a residência e encontrou a porta entreaberta. Eles tentaram conversar com o suspeito, fazer a abordagem, mas o rapaz saiu com uma arma na mão e a apontou para os PMs, que dispararam duas vezes para neutralizar a ameaça”, completou o tenente.

O jovem foi atingido e socorrido, em seguida, até o hospital, onde não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. De acordo com Sappel, familiares do próprio suspeito disseram que presenciaram várias ameaças dele contra a ex- namorada. “Havia também mensagens no celular que comprovavam essa situação. Com o suspeito, nós apreendemos uma arma e munições”, finalizou.

O corpo do homem foi recolhido ao Instituto Médico Legal e a Polícia Civil deve investigar as agressões contra a vítima.