Por Juliano Cunha e Elizangela Jubanski

tatu

Rapazes foram mortos a tiros, mas familiares preferiram manter o silêncio. Foto: JC/Banda B

Um duplo homicídio foi registrado na noite desta terça-feira (27) no bairro Tatuquara, em Curitiba. Dois rapazes de 17 e 18 anos foram mortos a tiros por uma dupla que conseguiu fugir a pé após os disparos. A família das vítimas esteve no local, mas preferiu não conversar com a polícia.

Os dois amigos foram mortos a tiros por volta das 21h50 na rua Olívio José Rossetti. O primeiro rapaz, de 17 anos, se chamava Leonardo Monge e foi morto com um tiro na cabeça. O amigo, identificado como Patrick, de 18, foi morto com tiros nas costas. Duas ambulâncias do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foram acionadas para tentar socorrer as vítimas, mas os dois já estavam mortos.

A Polícia Militar do 13° BPM esteve no local e preferiu não falar sobre o crime. Testemunhas afirmaram que viram os dois atiradores fugindo a pé, mas estavam com medo de dar mais informações. O sargento Dominique, do Corpo de Bombeiros, contou que, a princípio, o crime parece ser uma execução.

“O de 17 anos foi reconhecido pela mãe, ela estava aqui. É a lei do silêncio, ninguém viu, ninguém vê, ninguém sabe. Mas, com certeza foi execução porque um deles estava com um tiro na cabeça e o outro estava com um ferimento nas costas.

A Polícia Científica foi acionada para realizar a perícia. Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o crime.