Uma série de ameaças entre alunos de dois colégios estaduais no Centro de Curitiba preocupa as autoridades e os pais dos estudantes. Nesta quinta-feira (19), alunos do ensino médio do Colégio Estadual do Paraná ficaram mais tempo na sala de aula, a pedido da Guarda Municipal, para que estudantes do Colégio Estadual Tiradentes saíssem antes e um confronto fosse evitado.

“A Guarda Municipal está monitorando, mas muitas vezes isto acaba fugindo do controle. Nossas equipes não vão deixar que isto aconteça. Estamos ainda realizando um trabalho de prevenção para evitar qualquer tipo de confusão. Nós temos uma viatura exclusiva para as escolas e existe um contato direto com as diretoras”, afirmou à Banda B.

A mãe de um aluno na Escola Tiradentes, que pediu para não ser identificada, afirmou que toda a saída de aula tem acontecido confusões. “São brigas e ameaças que não terminam. Meu filho está com medo e nós ficamos em uma situação complicada. Hoje meu filho só vai para a aula porque tem prova”, relatou.

A mãe contou que a diretora da escola deu inclusive uma sugestão aos alunos. “Ela pediu que os estudantes do Tiradentes fossem até com uma roupa extra, para evitar um confronto com os alunos do Estadual”, garantiu.

Ontem, segundo ela, os alunos do Tiradentes foram liberados mais cedo pela GM. “Eles saíram antes para que não acontecesse um confronto. Eu espero que alguma coisa seja feita com urgência”, concluiu.

A Banda B irá procurar uma resposta sobre o caso com a assessoria de imprensa da Secretária Estadual de Educação dentro do horário comercial.