(Foto: Divulgação PM)

O Ministério Público do Paraná cumpriu na manhã desta quarta-feira, 7 de fevereiro, no município de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, três mandados de prisão preventiva, contra um advogado e mais duas pessoas, e nove mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação “Nó na Gravata”.

São investigados os crimes de apropriação indébita majorada, extorsão qualificada, uso de documento falso, coação no curso do processo, associação criminosa e roubo praticados pelos investigados. Realizada em conjunto com a Polícia Militar, a operação conta com a participação de cerca de 40 agentes no cumprimento dos mandados.

De acordo com apuração do MPPR, para comprovar o pagamento de quantia que havia sido indevidamente apropriada de um cliente, no valor de R$ 34 mil, o advogado teria mandado sequestrá-lo, coagindo-o a assinar recibo de pagamento do valor. Todos os mandados são cumpridos na cidade de Campo Largo, em residências e escritório de advocacia, e buscam colher provas dos fatos investigados.