O advogado Eurolino Reis, que defende o médico ginecologista Ricardo da Rosa, suspeito de atropelar um ciclista e fugir sem prestar socorro no bairro Alto da XV, em Curitiba, na noite da última segunda-feira (1 °), disse, durante a apresentação de seu cliente à polícia, nesta sexta-feira (3), que Rosa só ficou sabendo do atropelamento ao sua esposa ver uma reportagem sobre o caso na televisão.

Antônio Nascimento – Banda B
Médico se apresentou hoje

“A esposa dele viu a reportagem ontem e contou o que aconteceu. Ele ficou chocado, porque não sabia disto. Tanto que imediatamente se apresentou à polícia”, disse o advogado, embora o caso tenha sido reproduzido desde terça-feira (5) por inúmeros meios de comunicação.

O advogado justificou que seu cliente, a princípio, acreditou que estaria sendo vítima de um assalto. “Veja bem. O choque foi no banco do passageiro. Ele achou que alguém tinha jogado alguma coisa para fazer um assalto. Ele parou um pouco na frente, olhou para trás e não viu nada. Por isto seguiu a viagem. Como já foi vítima de um roubo, ficou temeroso de que fosse algo neste sentido”, apontou.

O médico será indiciado criminalmente pela Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba. O detalhe é que, por ter expedido o período de flagrante, o médico pôde sair da especializada dirigindo normalmente, já que não teve sua carteira apreendida.