P0r Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

baleado-adolescente

Rapaz foi preso com revólver calibre 38, supostamente usada no crime. Foto: DB/Banda B

Um adolescente de 17 anos foi baleado na cabeça na noite desta terça-feira (22) no Alto Maracanã em Colombo, região metropolitana de Curitiba. Alisson Patrick estava internado em estado grave e o autor dos disparos foi preso dentro da Unidade de Saúde querendo saber se o garoto ainda estava vivo. Hélio José dos Santos Júnior, 21 anos, confessou ter atirado contra o adolescente.

Logo após os disparos, por volta das 23h, o garoto foi socorrido por colegas até a Unidade de Pronto-Atendimento do Alto Maracanã e, de lá, encaminhado pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) até o Hospital do Trabalhador, em Curitiba. O estado de saúde do adolescente é grave, de acordo com o sargento Jesus. “Conseguimos entregá-lo com vida no hospital, mas ele está em estado bem grave”.

Não havia informações sobre o que teria acontecido com o adolescente, já que os colegas que o socorreram até a Unidade de Saúde foram embora logo após ele ser atendido. Assim que os familiares chegaram até o pronto-atendimento para ter informações sobre o garoto, encontraram outro rapaz perguntando sobre Alisson. A irmã da vítima acionou a Polícia Militar (PM) suspeitando que o rapaz pudesse ser o atirador, já que os familiares nunca tinham visto aquele ‘amigo’. Policiais militares do 22º Batalhão da Polícia Militar (BPM) foram até o pronto-atendimento e prenderam o rapaz em flagrante.

Com o suspeito, a polícia encontrou um revólver calibre 38, utilizado no crime. Na casa dele tinha uma espingarda calibre 12 e diversas munições. “Outras testemunhas também disseram que esse rapaz que estava no hospital seria o atirador. Ele conta várias versões, inclusive, chegou a dizer que a vítima estava se negando a vender drogas para ele”, contou o tenente Werner. Júnior foi preso com pedras de crack e vai responder por tentativa de homicídio.