Imagem ilustrativa (PMPR)

 

Já conhecida há anos, a guerra entre gangues da Vila das Torres fez mais uma vítima entre a noite de sábado (20) e a madrugada desde domingo (21), no bairro Prado Velho, em Curitiba. Kerolyn Moreira de Oliveira, de 17 anos, morreu no portão de casa, mas ainda não há confirmação se foi atingida no confronto entre bandidos.

De acordo com o tenente Souza, das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), várias ligações foram feitas para a Polícia Militar ainda na noite de sábado relatando sobre pessoas baleadas, o que fez equipes irem até a região para procurar suspeitos. “Assim que chegamos ao local, tentamos localizar esses indivíduos e chegamos até uma rua com aglomeração de pessoas. Aguardamos, mas mesmo assim fomos recebidos a tiros. Um dos agressores tentou sacar uma arma de fogo próximo da equipe, mas acabou baleado na nossa reação”, comentou.

O nome do suspeito baleado e morto foi identificado como Wesley Alves Moreira.

O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado para ambos os atendimentos, mas nem a adolescente e nem o suspeito resistiram. Uma terceira pessoa ainda foi socorrida e encaminhada ao hospital.

A Polícia Civil deve investigar os casos.