Um adolescente de 17 anos, não identificado, foi encontrado em um terreno baldio com três tiros na cabeça na tarde desta quinta-feira (21) na Travessa Aramis Milarch, no bairro Tataquara, em Curitiba. Durante o atendimento a mais este garoto baleado, a doutora Michele, médica que diariamente atende pelo Siate, falou da tristeza de ver mais um garoto vítima da violência.

“Este rapaz está muito ferido. Foi entregue com vida ao Hospital do Trabalhador, mas ele está com risco de morrer. Infelizmente, mais um plantão em que atendemos um garoto jovem com ferimentos causados pela violência”, disse ela.

A doutora comentou o cotidiano de atendimento a garotos envolvidos com a violência, especialmente na periferia de Curitiba. “Na hora não perguntamos muito o que aconteceu, temos que ligar o automático para não se envolver emocionalmente, porque se não a gente não dorme. Muitos garotos. Não é fácil”, descreveu.

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH).