Bruno Henrique/Banda B
Ela iria se casar com o primo que está inconformado com crime e em estado de choque

O crime de uma jovem de apenas 18 anos chocou os moradores do Bairro Novo, em Curitiba. Mônica Felício do Nascimento foi brutalmente assassinada e o corpo encontrado na manhã desta sexta-feira (1º) na rua Clemente Mendes Ferreira próximo a linha do trem. Mônica estava com o casamento marcado para este ano. Ela iria se casar com o primo, que no local, estava inconformado com crime e em estado de choque.

A jovem estava desaparecida desde o início da noite de ontem, por volta das 18h30, quando teria saído para ir a um salão de beleza próximo de onde morava. De acordo com a Polícia Militar, as primeiras informações apontam que a jovem chegou a ir ao salão e na volta, teria sido abordada por alguém que cometeu o crime. O Instituto de Criminalística apontou que a jovem morreu asfixiada e pode ter sofrido violência sexual. Ela estava com o rosto desfigurado. Exames complementares vão confirmar a violência e a causa real da morte.

A família da jovem foi até o local em que o corpo foi encontrado e, bastante abalada, não conversou com a reportagem da Banda B. O primo e noivo da garota estava transtornado. De acordo com informações levantadas pela equipe, Monica sempre freqüentava o salão de beleza que fica do outro lado do trilho do trem, no entanto, todos os conhecidos afirmam que ela jamais andava pelo matagal e sempre dava a volta pela rua principal para chegar ao salão.

O corpo dela foi encontrado por volta das 7h15 jogado em um matagal ao lado do trilho do trem. O matagal impediu que o corpo fosse visto de noite. Ainda, segundo a PM, o autor do crime tentou ocultar o corpo e jogou matos e galhos em cima da vítima.

Manhã

Às 6h53 o ouvinte Ademilson, conhecido da família da jovem, entrou em contato com a Banda B para pedir ajuda nas buscas pela garota. Ao vivo, ele conversou com o apresentador Adilson Arantes. “Ela sumiu desde ontem, o pai e o namorado estão procurando a garota. Ela saiu para fazer o cabelo, sem documento, sem nada e não voltou mais. Já dei umas voltas de carro aqui pela região com a família dela. Quem tiver informações, pode ligar né?”

Manifesto

Moradores do Bairro Novo prometem fazer um manifesto nas próximas horas para demonstrar indignação e revolta ao crime que chocou os vizinhos e conhecidos da garota. Eles pedirão justiça e mais segurança ao local.