O adolescente Robson do Nascimento Pimentel, de 17 anos, baleado na cabeça na tarde de ontem (21) no bairro Tatuquara, em Curitiba, morreu na madrugada desta sexta-feira (22) no Hospital do Trabalhador. De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH), o garoto morreu por engano.

“Ele era um garoto bom e não temos duvidas que foi baleado por engano. A vítima era outro rapaz que estava andando com ele pela Travessa Aramis Milarch. Os atiradores estavam em um carro vermelho e não foram localizados. O verdadeiro alvo deles não foi atingido e fugiu”, explicou o delegado.

O corpo de Robson foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).