Da Polícia Civil

Uma operação policial deflagrada na manhã da última terça-feira (25) por investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) que culminou a captura de sete pessoas, apreensão de três quilos de maconha, 37 gramas de cocaína, 15 gramas de crack, uma balança de precisão, um revólver calibre 38 com a numeração suprimida, dois coletes balísticos, um brasão e uma insignia da Polícia Civil. Dois autores de um latrocínio já haviam sido presos no dia anterior.

De acordo com o delegado Hamilton da Paz, foram cumpridos três mandados de prisão contra Willian Wagner de Sousa da Silva, 18 anos, acusado de roubo seguido de morte; Paulo Cezar Huchek, 42 anos, pelo crime de furto qualificado; e Vilson Vitor Huchek, 38 anos, que tem passagem por roubo e estava evadido do sistema prisional.

Os adolescentes W.S.N.S, 16 anos, e G.S.S.S, 17 anos, foram apreendidos pelos investigadores tendo em vista que foi localizado na residência deles, na Rua Cláudio Todisco, no Boqueirão, em Curitiba, aproximadamente três quilos de maconha que estavam escondidos em meio a um monte de areia, “Ambos confessaram que além de usuários exerciam o tráfico de drogas na região”, disse o delegado.

O garoto de 17 anos admitiu ainda ser autor do crime de latrocínio ocorrido no dia 11 de junho, no que vitimou Ronaldo Schimidt, 42 anos. Ele foi atingido com dois disparos de arma de fogo a queima roupa, no interior da loja Sônia Modas, no Boqueirão. “O revólver calibre 38 com capacidade para cinco tiros supostamente utilizada no crime foi localizado pelos policiais no interior da residência dos menores com apenas três munições intactas”, destacou Paz.

No latrocínio entraram na loja Leticia Costa Ribeiro, 20 anos, e o adolescente G.S.S.S., armado com um revólver 38, e posteriormente à voz de assalto, Guilherme Henrique Gonçalves, o “Sertinha”, 21 anos, amasio da Letícia. “O objetivo era roubar roupas. Porém, face a reação do comerciante, o menor desferiu dois tiros, que acabaram por tirar a vida daquele trabalhador”, disse o delegado.

Letícia e “Sertinha” já haviam sido presos um dia antes, confessando o crime e dando notícia de que o menor que os acompanhou no assalto à loja também era autor do homicídio praticado contra Luiz Roberto Alves dos Santos Junior, 19 anos , no dia 19 de maio, numa praça do Alto Boqueirão, crime este confessado posteriormente pelo menor.

Os envolvidos foram presos e deverão responder pelos crimes de formação de quadrilha ou bando, tráfico de substância entorpecente, associação para o tráfico e porte/posse ilegal de arma de fogo. Os menores infratores apreendidos também responderão dentro do que prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Traficantes

Em continuidade na operação policial os investigadores se encaminharam até a Rua Flávio de Lacerda no Sitio Cercado, onde prenderam em flagrante por tráfico de drogas Jackson Roberto de Jesus Hartkoff, 19 anos, na companhia de seu irmão Douglas Fernando de Jesus Hartkoff, 18 anos. No momento da prisão, ambos estavam no interior da residência fracionando e embalando a droga para comercialização e quando perceberam a movimentação policial tentaram fugir pelos fundos da residência, sendo contidos e presos pelos investigadores. “No interior da residência foram apreendidos R$ 500 em dinheiro, 37 gramas de cocaína, 15 gramas de crack, uma balança de precisão para pesagem da droga e duas facas utilizadas para fracionar a droga”, explicou o delegado.

Ainda na manhã da terça-feira, os investigadores da DFR prenderam Leonardo Daniel da Silva. Ele conduzia um Corsa prata com placas de São Paulo e com as mesmas características de um veículo que vinha sendo utilizado na região de Curitiba para cometimento de vários furtos. Os policiais realizaram abordagem do veículo, onde localizaram com Silva, duas buchas de cocaína totalizando 1,5 grama e outra de maconha contabilizando 0,8 grama. Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado para delegacia onde respondeu a um Termo Circunstanciado por portar drogas para consumo.