Por Marina Sequinel e Antônio Nascimento

dupla-presaEdson, preso por receptação, e Manoel, que confessou o assassinato de uma mulher de 32 anos. (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

O jovem acusado de matar uma mulher de 32 anos no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba, foi preso nesta semana por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Manoel Aparecido Lúcio Arruda, de 23 anos, foi abordado com um carro roubado junto com outro homem, identificado como Edson Carlos Cateten, de 42 anos.

Segundo o soldado Ortiz, eles estavam em um Classic, que havia sido levado no último dia 27 de outubro na Linha Verde. “Manoel confessou que matou Marilsa Aparecida de Oliveira Pereira, de 32 anos, no dia 26 e afirmou que não tem nada a ver com a situação do carro roubado. Segundo a versão do acusado, a mulher era traficante na região onde morava e tinha o ameaçado de morte. Ele teria cometido o homicídio antes, para se defender”, explicou o soldado à Banda B na tarde desta quarta-feira (5).

Na ocasião, a Polícia trabalhou com a hipótese de que Manoel assaltou a casa de Marilsa e que, como ela falou que o entregaria, ele voltou ao local para matá-la. A vítima chegou a ser encaminhada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos causados pelos cinco tiros que recebeu e acabou entrando em óbito.

A DFRV vai investigar o caso de acordo com o depoimento dado pelo acusado. Edson Carlos deve responder por receptação por estar com o Classic roubado, enquanto Manoel foi levado para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Curitiba (DHPP).

Notícia relacionada

Mulher reage a assalto dentro de casa e é morta com cinco tiros em Curitiba