O foragido da justiça Joel Ferreira Franco, 24 anos, acusado de ser autor da morte de Jhony Goreski, no dia 13 de abril de 2012, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, foi detido no litoral do Paraná. Franco mora em Curitiba e foi para o litoral passar o Réveillon. Ele foi preso depois espancar a mulher dele no meio da rua. A vítima, na época, foi morta por disparos de arma de fogo e, segundo a família, Goreski era usuário de drogas. A polícia acredita que este pode ter sido o motivo para o crime.

A Delegacia de Homicídios (DH) já tinha cumprido um mandado de busca e apreensão para prender Franco que não estava em casa e não foi mais encontrado em Curitiba. No entanto, ao passar a virada do ano no litoral do Paraná ele agrediu a mulher no meio da rua e foi abordado por policiais. Ao checarem a identidade do acusado, policiais o detiveram e entraram em contato com a Delegacia de Curitiba.

O suspeito negou o envolvimento na morte de Goreski, mas testemunhas e inclusive as características apontam para o detido. “Inclusive, estamos investigando outra participação dele e outro crime”, conta o delegado Cristiano Quintas da Homicídios. Há pistas suficientes, de acordo com a DH, para colocar o suspeito atrás das grades.