Acusado vai responder ao processo preso (Foto: Divulgação)

 

Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram, no último sábado (10), um mandado de prisão preventiva a um suspeito de um homicídio ocorrido em 31 de maio de 2012. Pablo Luiz Dunaiski, de 27 anos, foi preso na empresa de gás em que trabalhava no bairro Pilarzinho.

O delegado titular da DHPP, Fabio Amaro, passou detalhes sobre o crime, que aconteceu no Jardim Kosmos, no Pilarzinho. “Na oportunidade do assassinato verificou-se que a vítima, Sebastião Alves, de 69 anos, foi morto com golpes de faca e pedras”, descreveu à Banda B.

De acordo com Amaro, o acusado foi preso no local de trabalho e ficou surpreso, porque acreditava que responderia em liberdade. “O preso ficou surpreso e não esboçou nenhuma reação. Agora vai aguardar atrás das grades para ser submetido a Júri Popular. É uma resposta da polícia à família da vítima e também à sociedade”, disse o delegado.

Se condenado, Pablo poderá pegar uma pena de 12 a 30 anos de prisão.