Da Redação

O atraso no vale-transporte pode levar mais de 600 funcionários do Hospital de Clínicas a entrarem em greve na próxima sexta-feira (13). Segundo o Sindicato Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Público de Curitiba (Sinditest), os trabalhadores são vinculados à Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar) e os cartões deveriam ter sido carregados no último dia 30.

funpar

Foto: Divulgação

Segundo o Sinditest, o descumprimento de qualquer direito previsto em acordo coletivo autoriza a paralisação. Ainda segundo a entidade, a Funpar alega que o dinheiro que deveria remunerar os trabalhadores não foi repassado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que atualmente administra o HC. Não há previsão para que o pagamento seja feito.

Ainda segundo o sindicato, as férias também têm sido rotineiramente quitadas com mais de 15 dias de demora. “A estratégia da Ebserh é muito simples: pressionar os trabalhadores fundacionais para que eles peçam demissão, para que a empresa não precise pagar os 40% de multa do FGTS. O nome disso é assédio moral, abuso do poder econômico”, disse o diretor do Sinditest, Márcio Palmares.