Por Marina Sequinel

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que o consumo de carne processada pode causar câncer, não se fala em outra coisa: afinal, é preciso abolir o bacon, a linguiça e o presunto do prato? Segundo André Langowski, diretor administrativo da Sociedade Paranaense de Cardiologia, o segredo para ter uma vida saudável sem precisar deixar esses alimentos de lado é o equilíbrio.

baconfora

Consumo excessivo de bacon pode causar câncer colorretal, além de doenças cardíacas. (Foto: Divulgação)

“As pessoas precisam ter consciência de que a carne processada é rica em gordura e sal. Por isso, se você decidir comer bacon, por exemplo, o ideal é evitar outros alimentos com essas mesmas características durante aquele dia, para não ocorrer uma sobrecarga. Assim é possível ter uma dieta balanceada”, explicou o cardiologista em entrevista ao radialista Geovane Barreiro durante o Jornal da Banda B desta terça-feira (3).

De acordo com ele, o perigo está em ingerir esses produtos diariamente e em grandes quantidades, como é costume dos norte-americanos. “Para os estadunidenses e canadenses, é comum comer bacon e ovos no café da manhã, todos os dias. Isso é complicado, principalmente porque muitos brasileiros acabam fazendo o mesmo. Atualmente, as pessoas estão cozinhando menos e se alimentando com produtos prontos, industrializados, o que aumenta a incidência de doenças cardíacas, diabetes e hipertensão”, completou o cardiologista.

Para tirar todas as dúvidas sobre como ter uma alimentação saudável, ouça a entrevista completa abaixo:

[jwplayer mediaid=”162630″]