Da SMCS

Começam na próxima segunda-feira (23), as inscrições para médicos interessados em participar do Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Prefeitura Municipal de Curitiba. São 60 vagas para 40 horas de trabalho semanal – com a opção de contratação para 20 horas semanais, sendo que, neste caso, serão contratados dois médicos para preencher as 40 horas.

medicos-curitiba-20092013-des

Foto: SMCS

Os profissionais irão trabalhar nas unidades básicas de saúde de Curitiba, a partir do dia 20 de novembro. A remuneração varia de R$ 5.953,19 a R$ 15.544,44, conforme a carga horária escolhida, a unidade e o modelo de atendimento – modelo convencional ou Estratégia Saúde da Família.

As inscrições podem ser feitas até as 23h59 do dia 6 de outubro de 2013. Das 60 vagas, três são destinadas a pessoas com deficiência. A prova objetiva está marcada para o dia 20 de outubro e a divulgação dos classificados será no dia 31 de outubro.

Os requisitos para contratação são a graduação em Medicina e a inscrição no Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR). Não há taxa de inscrição e a validade do contrato é de seis meses, pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A seleção consiste em prova de conhecimentos e exame médico admissional.

Ampliação do acesso

O diretor do Departamento de Atenção Primária à Saúde, Paulo Poli Neto, diz que estes médicos serão contratados em caráter emergencial para preencher as vagas disponíveis na rede básica. Para 2014, a Prefeitura de Curitiba deve realizar um novo concurso para médicos. “São profissionais que vêm para melhorar a assistência à saúde na cidade e ampliar o acesso da população ao Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirma o diretor.

A Secretaria Municipal da Saúde tem em seu quadro, atualmente, 1.132 médicos. Destes, 738 atuam diretamente nas 109 unidades básicas de saúde. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Adriano Massuda, a contratação, em caráter emergencial, visa dar garantia da manutenção da oferta de serviços assistenciais na rede pública de saúde de Curitiba.

Massuda lembra que a Secretaria vem desenvolvendo várias ações para reorganizar e qualificar a assistência à saúde em Curitiba, inclusive com a ampliação de horário de atendimento em unidades básicas de saúde. “É necessário preencher as vagas que estão abertas e termos profissionais para que possamos ampliar o atendimento em outras unidades”, comenta.

Segundo ele, o processo seletivo foi a forma encontrada para resolver o problema da falta de médicos a curto prazo. “Já há um concurso público programado para o ano que vem, para que estes profissionais possam se tornar servidores efetivos da Prefeitura de Curitiba e contribuir com a ampliação do SUS na cidade”, destaca.