Da AEN

O Paraná é o primeiro estado a atingir a meta da campanha de vacinação contra a gripe. Até a manhã desta segunda-feira, 2,2 milhões de paranaenses já haviam sido vacinados, o que representa 80% do público-alvo da campanha. Após o bom desempenho, o Estado definiu que, a partir de agora, crianças com idade entre 5 e 6 anos completos também poderão receber a dose gratuitamente nas unidades básicas de saúde.

Vacina contra a gripe.

Foto: Divulgação

A decisão foi tomada pelo secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, e está embasada em uma recomendação da Comissão Estadual de Infectologia, formada por representantes do Governo do Estado e sociedades médicas do Paraná.

Caputo Neto afirmou que a medida deve beneficiar mais de 300 mil paranaenses nesta faixa etária. “Com isso, vamos avançar ainda mais na proteção das nossas crianças, que têm maior risco de contrair a doença”, disse ele. Para receber a dose, basta o responsável levar a criança a uma unidade de saúde, portando um documento de identificação ou a carteirinha de vacinação do menino ou da menina.

Vacinação continua

Apesar de a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde ter sido atingida, a vacinação continua nas unidades de saúde para que sejam atingidos pelo menos 80% de cobertura, de todos os grupos de risco. O grupo das gestantes é o que mais preocupa, pois até agora apenas 62% delas foram imunizadas.

Além das gestantes e crianças com idade até seis anos completos, também têm direito à vacina: idosos com mais de 60 anos, mulheres com pós-parto de até 45 dias, doentes crônicos, trabalhadores de saúde, indígenas, população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional.

A vacina protege contra os três sorotipos virais que mais causam a gripe no país: Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. Ele afirma que a vacinação dos grupos de risco reduz em 45% o número de internações por pneumonia e em até 75% o número de mortes em decorrência da gripe.