Da AEN

O programa Rede Mãe Paranaense baixou índices de mortalidade que persistiam há anos. A rede buscou melhorar a qualidade do parto em 117 maternidades  instaladas no interior do Estado. Os avanços alcançados na área foram expostos na abertura do 36.° Congresso Brasileiro de Pediatria, que começou na noite de quarta-feira (9) em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, com mais de 6 mil médicos do Brasil e do exterior.

O Paraná atingiu índice inferior a 12 mortes por mil bebês nascidos vivos, com taxa de 11,6 alcançada em 2012. A mortalidade materna baixou em 41% e a mortalidade infantil em 4%. São os melhores índices da história do Paraná e isso tende a melhorar com o fortalecimento da Rede em todmortalidade-infantil-101013-bandabo o Estado”, explicou o secretário estadual da Saúde.

Os resultados positivos foram conquistados em pouco mais de dois anos e meio com investimentos do Estado na qualificação da rede de atendimento à mães e bebês.

Estande

Até o encerramento do congresso, no sábado (12), o Governo do Estado mantém um estande à disposição dos congressistas que quiserem conhecer melhor a Rede Mãe Paranaense. Técnicos da Secretaria da Saúde prestam informações sobre as estratégias que estão melhorando a atenção materna e infantil no Estado.

A Secretaria da Saúde também custeou as inscrições de 100 pediatras de hospitais de referência para a Rede Mãe Paranaense e garantiu a participação de médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no curso de transporte de recém-nascido de risco, que acontece dentro do Congresso.