do site do Bem Estar

O verão está chegando e muita gente reclama do suor. Suar a ponto de molhar a cama, transpirar pela cabeça é normal? Quais roupas que facilitam a transpiração e que podem ser usadas no dia-a-dia? Para tirar as dúvidas, o Bem Estar desta quinta-feira (15) convidou a dermatologista Denise Steiner, o cirurgião torácico Augusto Ishy e a estilista Patrícia Bonaldi.

Nem todo suor excessivo é considerado hiperidrose. Existem critérios clínicos para diagnosticar a doença. Uma pessoa que sua excessivamente quando faz atividade física ou se expõe ao calor tem uma reação fisiológica. Já a pessoa com hiperidrose sua exageradamente, de maneira localizada e simétrica – duas mãos, dois pés, face – em condições não fisiológicas, como frio, ambientes climatizados, depois do banho, quando ataca o emociona e também no calor.

A hipehiperridrose atinge de 1% a 3% da população. Quem tem se sente desconfortável em muitas situações. É o caso da analista de compras Natália Helena Magwitz. Ela transpirava demais e isso influenciava na cor da roupa e até no contato com as pessoas. A hiperidrose começou na adolescência e perturbou bastante a vida dela. “Ficava o dia inteiro molhada, me incomodava, ficava constrangida.”

Foram quase dez anos com uma série de limitações, desde não levantar o braço no ônibus até abraçar as pessoas. A paixão pela dança também foi afetada e ela só usava preto. A solução veio com um desodorante especial importado, com uma substância que age diretamente nas axilas.

O tratamento para a hiperidrose depende da intensidade e desconforto do paciente. Existem os tratamentos clínicos – antitranspirantes, anticolinérgico, toxina botulínica – e os tratamentos cirúrgicos.

Suor e cheiro

O suor não tem cheiro. O que provoca o mau cheiro são as bactérias e a glândula sebácea. Regiões de dobras, como axila, genitais e pés, que estão quase sempre abafados, costumam dar mau cheiro com o suor.

A umidade do suor e o calor nessas regiões favorecem à maior proliferação de bactérias. O mau cheiro vem dos gases liberados por elas.

Que roupa usar?

O tecido da roupa influencia diretamente na respiração da pele. Por isso a escolha da roupa é muito importante para os dias mais quentes. Prefira tecidos naturais como seda, algodão, linho, viscose, cetim. Evite roupas justas e priorize roupas claras, que absorvem menos calor.

Para ver a reportagem do Bem Estar, clique aqui