Por Marina Sequinel

depressao-terceira-idade

(Foto: Reprodução/homecarecenter.files.wordpress.com)

No filme “Um Senhor Estagiário”, que está no cartaz nos cinemas, um viúvo de 70 anos (interpretado por Robert De Niro) descobre que a aposentadoria não é bem como imaginava. Por isso, decide voltar à ativa e acaba se tornando o estagiário de um site de moda criado pela personagem da atriz Anne Hathaway.

um-senhor-estagiario

Voltar à ativa, como fez o protagonista do filme, é uma boa ideia para combater a depressão. (Foto: Reprodução)

A película mostra a realidade vivida por milhões de brasileiros na terceira idade: a vontade de fazer outras atividades e buscar mais conhecimento depois de se aposentar. Segundo a psicóloga Márcia Guedes, essa é uma forma eficiente de combater a depressão, um mal que atinge muitos idosos na atualidade.

“Há 20 anos, a pessoa parava de trabalhar e ficava em casa. Hoje em dia, os aposentados procuram atingir outras realizações pessoais ou profissionais, o que é muito importante para que a mente continue ativa. A depressão começa a se instalar com as frustrações com um projeto de vida, ou ainda por perdas na família”, disse ela em entrevista ao radialista Geovane Barreiro durante o Jornal da Banda B desta segunda-feira (26).

Márcia é integrante do Conselho da Pessoa Idosa da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS). Segundo ela, os primeiros sinais da doença aparecem quando o idoso se isola. “A depressão vai se acumulando durante a vida e piora na terceira idade”, completou.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Ouça a entrevista completa abaixo:

[jwplayer mediaid=”161818″]