Por Elizangela Jubanski

[jwplayer mediaid=”112598″]

[jwplayer mediaid=”112597″]

[jwplayer mediaid=”112596″]

radio-debate-020814-bandabdentro

(Foto: Geovane Barreiro – Banda B)

Uma das doenças mais silenciosas que o corpo humano pode produzir é a hipertensão. A ausência de sintomas alarmantes faz o diagnóstico dela preocupante e, muitas vezes, tardio. Agindo diretamente na pressão dos vasos sanguíneos, a doença afeta o coração, o cérebro, os olhos e pode causar paralisia nos rins.

Embora o número de pessoas com hipertensão esteja estável no país, com a marca de 24%, o relatório do Ministério da Saúde revelou um comportamento curioso: quanto maior a escolaridade, menor a taxa de hipertensos. Isso significa que, finalmente, o brasileiro está conseguindo absorver informações importantes sobre saúde e, com isso, se disciplinar. É um bom indício, já que o esclarecimento sobre a doença faz a população procurar ajuda.

Mas, a doença não é mérito apenas dos adultos. Dados recentes da Sociedade Brasileira de Cardiologia indicam que de 6% a 8% das crianças e adolescentes brasileiros, na faixa de 7 a 20 anos, têm hipertensão. É a família como um todo que precisa se reeducar e colocar parâmetros de prevenção.

E por falar em prevenção, há peças chave para tentar fugir dessa doença. E isso todo mundo sabe. Exercício físico, bons hábitos na alimentação e se manter distante do saleiro são caminhos certeiros. Mas, afinal, isso basta? Fugir da gordura, do macarrão instantâneo e dos empanados melhora a saúde? O que fazer para ter uma prevenção mais eficaz? Cigarro e bebida interferem?

Banda B Rádio Debate que foi ao ar neste domingo (3) às 12h, com os convidados: o cardiologista Marcos Pereira, o clínico geral João Luiz Carneiro e a nutricionista Rosangela Teodoviricz. Perdeu o programa na Banda B AM 550? Ouça no nosso Portal Banda B, na íntegra, o Banda B Rádio Debate clicando nos ícones acima.

O programa é apresentado pelo jornalista Adilson Arantes, tem a produção de Geovane Barreiro e reportagens de Luiz Henrique de Oliveira e Elizangela Jubanski.