Por Luiz Henrique Oliveira, Banda B

A decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ainda repercute em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. De maneira monocrática, quando apenas um ministro define, Beti Pavin (PSDB) foi conclamada por Mello, nesta quarta-feira, prefeita de Colombo. O ex-candidato à Prefeitura, o empresário Zé Vicente (PSC), disse que foi pego de surpresa com a decisão e vai recorrer.

“O caso da Beti passou por diversos ministros e todos indeferiram inclusive o Mello. Não consigo entender porque de uma hora para outra ele mudou o parecer. Certamente minha coligação vai recorrer a esta decisão monocrática. A Beti não tem nada haver com isto, já que ela usou brechas na lei para conseguir chegar à Prefeitura. A questão é que a candidatura dela era inelegível devido à Lei da Ficha Limpa e por isto não deveria ser eleita”, falou Vicente, em entrevista àBanda B.

Sem se importar com o que diz a oposição, Beti e seus cabos eleitorais fizeram festa na tarde de ontem em frente à Câmara Municipal de Colombo. Apesar disso, ela pretende falar oficialmente como prefeita quando à decisão for publicada no Diário Oficial.