Apesar dos protestos, os vereadores de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, aprovaram nesta segunda-feira (15), em última votação, o decreto que anula a reprovação das contas da prefeita Beti Pavin (PSDB). A intenção dos vereadores que apóiam a prefeita é transformá-la em “ficha limpa”, pelo menos em Colombo. O decreto anula a sessão que desaprovou as contas da tucana relativas ao exercício de 2001, quando foi prefeita pela primeira vez.

Dos 21 vereadores, 15 votaram a favor da aprovação e 4 contra. Dois não compareceram. Apesar, da aprovação, a oposição diz que o assunto não está encerrado e a validade da votação será questionada na Justiça.

Há, na Justiça, dois processos que questionam a suposta inelegibilidade da prefeita com base nessa desaprovação das contas de 2001 e o Judiciário deve decidir agora se a artimanha da Câmara elimina ou não os processos judiciais contra Beti Pavin.