Ouça o áudio

O vereador José Carlos Chicarelli (PSDC) pediu à prefeitura de Curitiba nesta terça-feira (30) que os organizadores da “Primeira Farofada do Granito” sejam responsabilizados criminalmente pelo evento, que deve acontecer no próximo domingo (5). O evento, que já conta com mais de 5,8 mil pessoas confirmadas no Facebook até as 16h desta quarta-feira (1) visa, segundo os organizadores na descrição da rede social, “democratizar” o espaço para manifestações culturais populares e “conscientizar da necessidade do voto consciente”, mas o vereador teme que ele vire apenas um motivo para bagunça. (Ouça a entrevista acima).

Em entrevista ao Jornal da Banda B Segunda Edição desta quarta, o vereador cobrou às autoridades a regulamentação de leis para esses eventos. “Eu tenho sido alvo constante de jovens devido a essa ação, mas eu não quero regulamentar eventos pequenos, e sim esses com mais de cinco mil pessoas como parece ser esse caso. Ela não é uma manifestação, já que terá batucada, apresentações e coreografias, o que configura um evento”, afirmou.

Segundo ele, se acontecer um problema, uma confusão, os organizadores devem poder ser inquiridos judicialmente pela situação. “Semana passada eu pedi para fechar uma rua para a Secretaria de Trânsito, eles pediram CPF e vários outros documentos, no dia não fechamos por podermos ser responsabilizados. Acredito que quem organiza um evento desses deve ter os mesmos deveres”, disse.

Segundo o vereador, os organizadores estão fazendo a “farofada” com motivação política e quem irá participar nem sabe o motivo. “Hoje é tudo feito pela internet e quem está indo nem sabe o real motivo do evento”, concluiu.