O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) voltou a cassar na tarde desta terça-feira (23) o mandato do prefeito de Fazenda Rio Grande, Chico Santos (PSDB), e da vice Ana Lúcia Pacheco de Andrade (PSD). Dessa vez, em despacho, o presidente do TRE-PR, desembargador Rogério Coelho, determinou a saída imediata de Santos e da vice dos cargos em decisão sem efeito suspensivo; ou seja, mesmo com o andamento de recursos junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os dois têm que deixar os cargos imediatamente.

A primeira decisão de cassar o mandato de Santos havia sido confirmada pela justiça no dia 19 de fevereiro deste ano por abuso do poder político, mas após um recurso do prefeito ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o TRE suspendeu o efeito. A ação é movida por Alisson Wandscheer (PSB), que no ano passado perdeu a eleição na cidade da região metropolitana de Curitiba.

Santos é acusado de abuso de poder político, já que teria utilizado a estrutura da prefeitura e o trabalho de servidores para produzir matérias jornalísticas a dois jornais da cidade e de utilizar, indevidamente, os veículos de comunicação em benefício da candidatura. Estes veículos de comunicação, segundo a acusação, teriam utilizado patrocínio direto do município para propaganda e feito uma tiragem desproporcional de 30 mil exemplares num universo de 60 mil eleitores, que teriam influenciado as eleições.

Comemoração

A decisão foi comemorada pelo deputado Toninho Wandscheer (PT), pai do autor da ação. “Um candidato só é cassado quando suas ações durante o processo eleitoral ferem a lei eleitoral, se houve esse desequilíbrio, é justo marcar um novo processo eleitoral. Não sei se meu filho irá concorrer novamente, mas é certo que o nosso grupo terá um candidato e esperamos que o povo escolha o melhor para a cidade”, disse.

A Banda B tentou contato com o prefeito Chico Santos, mas a informação foi de que ele não notificado da decisão. Com o despacho do presidente do TRE-PR, quem assume a prefeitura provisoriamente é o presidente da Câmara de Vereadores, Marcio Claudio Wozniack (PSDB).