Da Agência Brasil

O presidente interino Michel Temer disse hoje (12) lamentar a morte do soldado da Força Nacional Hélio Vieira Andrade. Segundo ele, o fato não vai tirar o ritmo e nem o brilho dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A declaração foi feita após encontro de Temer com o presidente da Armênia, Serzh Sargsyan, no Palácio do Planalto.

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

“Foi um lamentável acidente, mas que foi imediatamente combatido. Houve, de qualquer maneira, presença muito significativa das forças federais e estaduais que lá se acham. Portanto o ritmo das olimpíadas não fica paralisado por isso. Há, sim, um grande lamento que até se tornou oficial”, disse o presidente interino ao se referir ao luto oficial decretado por ele, e publicado hoje no Diário Oficial da União.

O soldado Hélio Vieira Andrade faleceu nesta sexta-feira (12), no Hospital Salgado Filho, localizado no Méier, bairro da zona norte do Rio. Ele estava internado desde a última quarta-feira (10), após ter sido baleado por homens armados na Vila do João, no Complexo de Favelas da Maré. Ele foi atingido na cabeça por um tiro, quando entrou por engano na comunidade, junto com dois colegas de farda.

“Mas isso não deslustra as Olimpíadas, que estão transcorrendo em um ritmo normalíssimo, com muitos brasileiros ganhando medalhas. Tenho absoluta convicção de que as Olimpíadas farão com que o Brasil mais uma vez seja reconhecido pelo mundo”, acrescentou.