Do Vanguarda Política

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) manteve a decisão que apontou irregularidade das contas de 2006 da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), sob responsabilidade de Eduardo Requião de Mello e Silva, gestor da autarquia estadual naquele exercício. O voto do relator do processo, conselheiro Ivan Bonilha, pelo não provimento foi aprovado por unanimidade, na sessão plenária do último dia 14. Cabe recurso da decisão.

Leia a reportagem completa, clicando aqui.