Do G1 Paraná

As contas apresentadas pelo diretor jurídico da Urbanização de Curitiba (Urbs), Rodrigo Grevetti, na audiência pública promovida pelo órgão para discutir a tarifa do transporte coletivo na capital paranaense, na sexta-feira (22), mostram que a tarifa técnica pode chegar a R$ 2,78 em Curitiba no ano de 2013. Na integração metropolitana, conforme a prefeitura, o custo por passageiro pode ser de até R$ 4,10, com uma tarifa técnica de R$ 3,05, que é a média entre esses dois custos, ponderada pelo número de passageiros no transporte urbano e no integrado metropolitano.

O diretor jurídico apresentou os cálculos básicos para que se chegue à tarifa técnica, que é paga às empresas de transporte. Ele mostrou que os gastos com salários, encargos e benefícios representam 45% da tarifa. Grevetti explicou como é feito o cálculo dos custos das empresas com combustível (pela tabela da Agência Nacional de Petróleo); lubrificantes (pela variação de preço), rodagem (cotação dos custos de pneus no mercado) e peças, acessórios e serviços de terceiros relativos à manutenção, pela variação dos preços.

Para ler a reportagem, clique aqui.