do Bem Paraná

O secretário de Estado do Planejamento, Cássio Taniguchi, volta à Assembleia Legislativa amanhã para comandar uma nova audiência pública para tentar por fim à polêmica envolvendo o programa “Tudo Aqui Paraná”, pelo qual o governo pretende realizar uma Parceria-Público-Privada para construir nove unidades de atendimento, centralizando cerca de 85 serviços públicos como a emissão de documentos. A audiência foi marcada depois de uma série de questionamentos levantados pela bancada de oposição sobre a forma de contratação do programa e seus custos.

Pela proposta, o governo pretende contratar por vinte cinco anos, a um custo de R$ 2,9 bilhões, uma empresa privada para construir e operar esses centros de atendimento. A ideia é baseada em programas semelhantes de outros estados, como o “Poupatempo”, em São Paulo.

A empresa “Shopping Cidadão” foi contratada para elaborar um estudo que serviria de base para a instalação do programa. A oposição questiona essa contratação e alega que ela foi feita sem a devida divulgação.

Para ler a reportagem completa, clique aqui