Por Elizabete Castro do Vanguarda Política

O secretário do Planejamento, Cassio Taniguchi, admitiu fazer o que chamou de “correções” no edital para a licitação de R$ 2, 9 bilhões do programa Tudo Aqui, uma Parceria Público Privada que o governo do Estado está montando para instalar nove centros de atendimento ao cidadão em sete municípios. Durante audiência pública realizada nesta terça-feira, 7, Taniguchi informou que poderá retirar do texto do edital um termo que repassa funções do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para a iniciativa privada e que deverá reeditar um decreto em que foram destinados R$ 20 milhões para um trabalho de consultoria do programa. De acordo com os técnicos do governo, os recursos saíram com o código errado na planilha orçamentária publicada no Diário Oficial. Ao invés de consultoria, a rubrica deveria ser prestação de serviços, justificaram os técnicos do governo.

Para ler a reportagem completa, clique aqui.