Por Ivan Santos, do Bem Paraná

Os deputados Reinhold Stephanes Júnior (PMDB) e Raska Rodrigues (PV) por pouco não foram para o confronto físico na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. O estopim da brigua foi um pedido apresentado por Raska para adiar por dez sessões a votação de projeto de Stephanes Júnior, que altera a lei que dispõe sobre a identificação de produtos oriundos de polímeros, derivados do petróleo e matéria plástica. A iniciativa, segundo, o peemedebista, visa acabar com a exigência de que cada unidade embalada precise apresentar uma série de informações prevista pela lei, o que acaba por inviabilizar e aumentar o custo da produção.

O pedido acabou sendo aprovado em votação simbólica, e Stephanes só percebeu depois que o presidente da Assembleia, Valdir Rossoni (PSDB), já tratava do item posterior da pauta. O peemedebista tentou pedir verificação de votação, para que o projeto fosse votado através do painel eletrônico do plenário, mas Rossoni recusou, afirmando tratar-se “de matéria vencida”.

Para ler a reportagem completa, clique aqui