Por Ivan Santos, do Bem Paraná

O governador Beto Richa (PSDB) ofereceu a vaga de candidato a vice ou ao Senado ao PMDB em troca do apoio do partido à sua reeleição em 2014. E garantiu ainda ao partido a coligação proporcional com o PSDB para a chapa de candidatos à Assembleia Legislativa. A informação é do deputado estadual Nereu Moura (PMDB), que na segunda-feira à noite participou de reunião da bancada para discutir os rumos do partido na disputa estadual do ano que vem.

Com 13 deputados estaduais – a maior bancada da Assembleia – e seis federais, os peemedebistas colocam como condição fundamental a coligação proporcional para fechar qualquer aliança. Sem um “chapão”, a previsão é de que o partido não conseguiria reeleger metade de sua bancada no Legislativo estadual.

O problema é que os deputados do PSDB, que são em número de onze e formam a segunda maior bancada da Casa, não querem nem ouvir falar em coligação com o PMDB para a disputa na Assembleia. Eles temem ver repetido o que aconteceu na eleição municipal em Curitiba, onde o partido abriu mão de lançar candidato próprio a prefeito para a apoiar a reeleição do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB). Além de ver Ducci derrotado, os tucanos tiveram a bancada dizimada: de 13 vereadores, caiu para quatro parlamentares eleitos.

Para ler a reportagem completa, clique aqui

Foto: Valquir Aureliano