Da Agência Brasil

Desde 24 de setembro até o fim da tarde deste sábado (5), 46 deputados e dois senadores migraram de legenda. Pela legislação eleitoral, hoje é o último dia para que os parlamentares que desejam disputar a eleição no próximo ano troquem de partido.

De acordo com a Mesa Diretora da Câmara, o Solidaridade (SDD) recebeu 22 deputados, e o Pros, 13. Os dois partidos tiveram a criação autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no último dia 24. Segundo a Secretaria-Geral da Mesa, dois deputados que migraram para o SDD estão licenciados e 20 estão em exercício.

Em seguida vêm PP, com quatro deputados, e PSB, com dois. PMDB, PSDB, DEM, PR e PSD ganharam, cada um, um deputado. A Secretaria-Geral da Mesa Diretora não forneceu a relação dos nomes e dos partidos de origem dos deputados.

De acordo com a Mesa Diretora da Câmara, o levantamento ainda não é definitivo porque parlamentares que registraram a filiação na Justiça Eleitoral podem comunicar a troca de legenda à Casa no início da próxima semana. A Secretaria-Geral da Mesa funcionou em esquema de plantão até as 18h30 de hoje para registrar a troca de partidos.

No Senado, foram registradas duas mudanças de partido. A senadora Kátia Abreu (TO) trocou o PSD pelo PMDB e o senador Vicentinho Alves, também do Tocantins, saiu do PR e foi para o SDD.