Da Redação com CMC

Para respeitar a lei que proíbe a dupla função de motoristas e cobradores de ônibus, começou a tramitar nesta segunda-feira (19) na Câmara de Curitiba um projeto de lei que pretende limitar ao cartão transporte o pagamento das passagens nos micro-ônibus.

O projeto acrescenta que proíbe as empresas que prestam serviços de transporte coletivo em Curitiba de exigirem que motoristas exerçam ao mesmo tempo a condução de veículo e a cobrança de passagens. Desde a entrada em vigor da norma, a Urbs, que administra o sistema, orientou os motoristas a só receberem o pagamento com o ônibus parado, pois a norma proíbe o trabalho “simultâneo”.

De acordo com o autor do projeto, vereador Felipe Braga Côrtes (PSDB), o objetivo é que os motoristas destes veículos não se sujeitem à prática “abusiva” da dupla função. “Limitar a cobrança ao cartão transporte daria mais efetividade à norma em vigor, evitando os questionamentos legais”, disse.