Os vereadores de Curitiba votam nesta quarta-feira (17), o projeto de lei proposto pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT) que concede um reajuste de 6,77% no salário dos 35 mil servidores municipais. A proposta já foi aprovada pelas comissões da Câmara. A mensagem do prefeito será analisada em primeiro turno nesta quarta-feira e a votação final será em sessão extraordinária, na quinta (18).

O líder do prefeito, Pedro Paulo (PT), e outros vereadores alertaram quanto à necessidade de celeridade na votação da matéria, devido ao fechamento das folhas de pagamento de abril dos servidores.

O reajuste linear em parcela única, a partir de 1º de abril, corresponde à reposição inflacionária apurada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Serão contemplados servidores da administração direta e indireta, autarquias e fundações. A percentagem de 6,77% também se aplica à remuneração dos servidores da Câmara de Curitiba, às aposentadorias e pensões e ao subsídio dos secretários municipais e do procurador-geral do município.

O texto não contempla os salários de Gustavo Fruet e da vice-prefeita, Mirian Gonçalves. Segundo o assessor legislativo do Executivo, Paulo Valério, a decisão de não reajustar o valor foi tomada pelos agentes públicos.