Da redação com CMC

O projeto de lei que proíbe a colocação de películas, cortinas e adesivos em veículos destinados ao transporte escolar começou a tramitar na Câmara Municipal de Curitiba nesta terça-feira (10). A proposta, de autoria do vereador Colpani (PSB), pretende evitar a vedação dos vidros, para garantir total visibilidade.

Segundo o vereador, o objetivo do projeto é coibir atos de abuso e outros tipos de violência contra crianças e adolescentes. Além disso, o texto aponta que a decisão deve facilitar a fiscalização quanto à utilização dos dispositivos de segurança.projeto-vidro-escolar-100913-bandab

Caso a lei seja aprovada, o descumprimento resultará em multa de R$350, sendo dobrada em caso de reincidência. Segundo a proposta, a lei entra em vigor 90 dias após a publicação.

O vereador ainda afirma que a medida deve evitar ação de bandidos, que não teriam como permanecer no interior do veículo sem que atitude suspeita pudesse ser notada. “Com a transparência dos vidros do veículo escolar, qualquer pessoa pode visualizar seu interior e noticiar às autoridades, atitudes suspeitas. Além disso, a transparência facilita o trabalho dos fiscalizadores do trânsito que podem averiguar com maior facilidade se os passageiros estão sentados e com cintos afivelados”, destacou o vereador.