Da CMC

Está em tramitação, na Câmara de Curitiba, projeto de lei que cria medidas de colaboração na prevenção e repressão ao trote telefônico nos serviços públicos e de emergência. Estão incluídos neste projeto do vereador Cacá Pereira (PSDC), serviços como a Central de Atendimento e Informações (156), Defesa Civil (199), Guarda Municipal (153) e Samu (192). A proposta prevê o compartilhamento entre os serviços e informações sobre os trotes.

trote-170913-bandabSegundo o texto, o trabalho será focado na disseminação de esclarecimentos sobre os malefícios do trote telefônico nos serviços públicos, tais como palestras, campanhas educativas, eventos de divulgação, etc. A norma também cria o “Dia de Esclarecimento sobre os Malefícios do Trote Telefônico aos Serviços de Emergência”, a ser realizado, anualmente, na terceira quarta-feira do mês de abril.

O vereador Cacá Pereira, a prática dos trotes telefônicos é um grave problema enfrentado, diariamente, pelos serviços públicos e de emergência. “Enquanto as entidades públicas sofrem sérios problemas por falta de equipamentos, viaturas e pessoal, sujeitam-se a atender chamados falsos, o que representa verdadeiro crime contra a sociedade. Em muitas corporações, caso uma viatura realize um atendimento, muito provavelmente faltarão recursos para atender às ocorrências subsequentes”, justifica.