Ar condicionado e câmeras de segurança podem se tornar itens obrigatórios em táxis, caso seja aprovado projeto de lei de autoria do vereador Tiago Gevert (PSC). Segundo a proposta do vereador Tiago Gevert (PSC), uma das justificativas para a lei é aumentar o conforto e a segurança dos passageiros. “A alteração decorre do fato de que a lei não alberga estes dois importantes itens para o conforto, para a saúde e principalmente para a segurança dos usuários do serviço de táxi”, declarou o vereador.

A obrigatoriedade passaria a valer 120 dias após a publicação da mudança no Diário Oficial do Município, mas antes disso a matéria precisa tramitar na Câmara de Curitiba e ser submetida à avaliação da prefeitura. No Legislativo, a proposição começou a tramitar nesta semana, depois de ser lida no pequeno expediente da sessão de terça-feira (7). Antes de vir ao plenário, ela só pode ser arquivada pela Comissão de Legislação, Redação e Justiça ou por iniciativa do próprio autor.

A legislação em vigor já obriga os taxistas a estarem “trajados adequadamente para a função”, pede que “o veículo esteja em boas condições de funcionamento e higiene”, “com a documentação em dia” e que nem o motorista, nem os passageiros, fumem no interior do veículo.

Opine

Você concorda com a obrigatoriedade de câmeras e ar condicionado nos táxis de Curitiba? Opine: