Redação

banda b estudio

Adilson Arantes e o diretor Michel Micheleto

A partir desta terça-feira (19) começa o horário gratuito de propaganda eleitoral e a programação da Rádio Banda B AM 550 terá alterações durante esse período. O Jornal da Banda B 1ª Edição terá uma hora a mais e o Momento de Oração irá ao ar às 11h30, meia hora antes do horário normal. Já o quadro “A Marca de Uma História”, que integra o programa Tarde Total, não será veiculado. O horário da meia-noite, porém, a exibição do quadro permanece.

No rádio, o horário eleitoral gratuito será exibido em dois momentos: das 7h às 7h50, e das 12h às 12h50. Já na televisão, o horário eleitoral será transmitido aos telespectadores das 13h às 13h50, e das 20h30 às 21h20, ambos de segunda a sábado.

A nova programação da Banda B irá permanecer no ar até o dia 2 de outubro e o diretor executivo da Rádio Banda B Michel Miqueleto garante que a alteração é determinada por lei. “Essas exigências são feitas pela Lei Eleitoral, é a legislação. Não só o rádio, como a televisão também, que terá um horário diferente de exibição. Estamos cumprindo o que a lei determina”, explica.

O horário eleitoral não pode ter interrompido e todas as informações e reportagens factuais continuarão a ser publicadas no Portal da Banda B. Embora tenha a grade de programação alterada, o diretor executivo da Banda B acredita que esse é um momento importante para o fortalecimento da democracia.

“Tínhamos que pensar em algo diferente como, por exemplo, dividir o horário eleitoral em pílulas durante toda a programação. Mas, mesmo assim, para o processo democrático brasileiro esse horário é muito importante para todos que querem fazer um voto consciente. É onde o cidadão tem a possibilidade de ouvir pelo rádio as propostas de cada candidato em todas as esferas que estão sendo disputadas”, finaliza.

Horários

De acordo com a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997), a propaganda eleitoral dos candidatos a presidente da República, no horário eleitoral, deve ocorrer às terças e quintas-feiras e aos sábados das 7h às 7h25 e das 12h às 12h25 no rádio, e das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55 na televisão.

Além dos dias e horários de veiculação da propaganda eleitoral dos candidatos a presidente, a Lei das Eleições estabelece que a propaganda dos candidatos a governador de estado e do Distrito Federal, no horário eleitoral gratuito, deve ocorrer às segundas, quartas e sextas-feiras das 7h às 7h20 e das 12h às 12h20 no rádio, e das 13h às 13h20 e das 20h30 às 20h50 na televisão, nos anos em que a renovação do Senado se der por um terço.

Também a propaganda dos candidatos a senador está definida para as segundas, quartas e sextas-feiras das 7h40 às 7h50 e das 12h40 às 12h50 no rádio, e das 13h40 às 13h50 e das 21h10 às 21h20 na televisão, nos anos em que o Senado for renovado em um terço.

Já a propaganda dos candidatos a deputado federal está marcada para as terças e quintas-feiras e aos sábados das 7h25 às 7h50 e das 12h25 às 12h50 no rádio, e das 13h25 às 13h50 e das 20h55 às 21h20 na televisão.

Por sua vez, a propaganda dos candidatos a deputado estadual ou deputado distrital, no horário eleitoral gratuito, deve ocorrer às segundas, quartas e sextas-feiras das 7h20 às 7h40 e das 12h20 às 12h40 no rádio, e das 13h20 às 13h40 e das 20h50 às 21h10 na televisão, nos anos de renovação de um terço dos integrantes do Senado.

A divisão dos tempos de propaganda no horário eleitoral do rádio e da TV dos candidatos a governador de estado e do Distrito Federal, senador, deputado federal e deputado estadual ou deputado distrital é fixada pelo respectivo Tribunal Regional Eleitoral do estado, em resolução.