O deputado estadual Stephanes Junior (PMDB) questionou no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná na manhã desta quinta-feira (21) o fato da Polícia Militar não ter expediente administrativo nas quartas-feiras e o fato deles se aposentarem, em média, aos 45 anos. De acordo com o deputado, em entrevista ao Jornal da Banda B Segunda Edição, não existe lei que regulamente isso e o prejuízo para o Estado é muito grande.

Divulgação

“Não faz sentido a Polícia Militar não ter expediente administrativo nas quartas-feiras, não há nenhuma lei ou feriado que os ampare a instituição nessa questão”, questionou.

Segundo o pmdebista, 45 anos é uma idade muito precoce de aposentadoria, já que as pessoas estariam em seu melhor momento da vida. “Essa é a melhor fase em termo de conhecimento, de experiência e eles ainda estão pleno vigor físico, não faz sentido. Talvez no próximo concurso, para os novos policiais, já possamos ter revisto isso. É muito cedo para qualquer profissão se aposentar nessa idade”, afirmou.

Para concluir, o deputado afirmou que não é contrário à Polícia Militar, mas espera que questões como essas sejam debatidas pela sociedade. “Eu sou a favor de um grande efetivo da PM, que a instituição tenha equipamentos de última tecnologia e continue sempre crescendo. Eu não quero prejudicar ninguém, mas essa questão custa caro para o estado”, concluiu.

A Banda B esclarece que o motivo das críticas vale apenas para os oficiais das PM, os praças trabalham nas ruas normalmente.