Com o objetivo de fortalecer e desenvolver as regiões, satisfazendo as necessidades em âmbito individual e global das administrações municipais, os 11 municípios que compõe a área norte da RMC fundaram, no último dia 22 de fevereiro, a Amunorte (Associação dos Municípios da Região Norte Metropolitana de Curitiba). A cerimônia inaugural, realizada no município de Campo Magro, reuniu os prefeitos para aprovação do estatuto e eleição da diretoria.

A fim de unir forças e promover a troca de conhecimento, a Amunorte passa a agregar os municípios de Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Bocaiúva do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Cerro Azul, Colombo, Doutor Ulysses, Itaperuçu, Rio Branco do Sul e Tunas do Paraná. Juntos os municípios da Amunorte geram mais de 80 mil empregos, são responsáveis por 3% do PIB paranaense, e o IDH médio esta acima do IDH médio brasileiro.

O prefeito de Almirante Tamandaré, Aldnei Siqueira, eleito presidente da Amunorte, foi um dos entusiastas da idéia. “É uma grande honra ser o primeiro presidente desta importante associação, tenho certeza que vamos trabalhar todos juntos em prol de melhorias para os municípios da região norte, que nunca teve a devida visibilidade perante a Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba). Agora a nossa voz é muito mais forte para discutir as questões de nossos municípios”, destacou.

Anfitrião da noite, o prefeito de Campo Magro, Louvanir Menegusso, foi eleito vice-presidente da nova associação: “Hoje é um momento histórico. A partir de agora, vamos reivindicar aquilo que realmente pode trazer desenvolvimento aos municípios. Temos que somar as riquezas que podemos produzir, trocar informações e fortalecer nossas necessidades junto aos governos estadual e federal.”

Mesmo localizada mais ao sul da RMC, Campo Largo referenda a importância da AMUNORTE e passa também a compor o grupo diretor. “Serei parceiro dos municípios vizinhos e amigos”, disse o prefeito Affonso Portugal Guimarães. “Os municípios metropolitanos precisam encontrar caminhos. Éramos 16, fomos para 29, o que não contempla nossos interesses. Através das associações, procuramos ferramentas para projetos em comum”, completou.

Neneu Artigas, de Itaperuçu, firmou suas expectativas: “Se hoje representamos pouca força junto aos governos estadual e federal, tenho a esperança de que a AMUNORTE seja um novo rumo. Independente de partidos resolvemos unir forçar para buscar recursos aos nossos municípios, visando a melhoria do povo.”

“A importância de uma associação significa força”, completou o prefeito Josiel dos Santos, de Doutor Ulysses. “O município está mais distante, com problemas de acesso, por isso, através da associação teremos mais apoio.” concluiu.