Divulgação
Requião diz ser um soldado do PMDB

O senador Roberto Requião, do PMDB, foi o mais citado em uma enquete realizada na manhã desta terça-feira (30) sobre quem os ouvintes da Rádio Banda B queriam ver como o governador em 2014. Para Requião, o resultado o anima e vale o jingle de suas campanhas políticas. “Só depende do PMDB, porque sou um soldado do partido. Se eles me chamarem, eu vou”, afirmou em entrevista à Banda B, na tarde de hoje. (Em suas campanhas, Requião usa como jingle a frase: “Me chama que eu vou, Requião governador”).

Apesar do resultado favorável, para o senador, antes de pensar em chamá-lo, o PMDB precisa deixar de lado as últimas alianças feitas com o PSDB. “Eu sou senador e tenho mais seis anos de mandato. Se o velho PMDB pedir que eu volte, farei isto, porque o estado precisa de mim. Não tenho mais nenhuma ambição pessoal de ser governador, mas posso fazer isto pelo partido e pela população”, disse.

“O PMDB precisa voltar com as tarifas baixas e panelas cheias para a população mais pobre. Sem a menor sombra de dúvida se eu for chamado irei me candidatar”, complementou Requião, garantindo que o PMDB não irá aceitar um cargo de vice na chapa do governado Beto Richa. “Nosso partido não aceita isto. Queremos o bem para o Paraná e precisamos sair deste marasmo do atual governo”.

Enquete

A enquete foi realizada com mais de 50 ouvintes durante 15 minutos do Jornal da Banda B 1° Edição com Adilson Arantes. Roberto Requião foi o mais lembrado, Gleisi Hoffmanna 2°, Alvaro Dias o 3° e Beto Richa o 4°. “Isso é uma enquete que não tem validade ainda, até porque são possíveis candidatos, mas fico feliz com a confiança dos paranaenses”, concluiu Requião.