O ex-deputado, economista e advogado de Léo de Almeida Neves assumiu interinamente, ontem à noite, a presidência municipal do PDT de Curitiba. Ele é o 2º vice-presidente da legenda e substituiu o empresário Wilson Picler, que pediu para sair do comando partidário. O prefeito Gustavo Fruet é o presidente licenciado da sigla na capital e, hoje, uma das principais lideranças pedetista no país.

Cerca de 100 militantes participaram da reunião em que Picler entregou sua carta de renúncia. No encontro, os pedetistas ligados a Picler não pouparam críticas às nomeações do prefeito. Um dos alvos preferenciais foi o novo superintendente da Fundação de Ação Social (FAS), Fernando Guedes, recrutado junto à equipe do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB).

Picler pediu para sair da presidência do PDT depois que entrou em confronto com Fruet, embora negue isso em público. O ex-presidente da sigla pressionava para emplacar vários de seus correligionários em estratégicos cargos na prefeitura. Sem sucesso, Picler deixou o comando partidário e cogita abrigar-se em outra sigla. Ele flerta com o PV de Paulo Salamuni e Rosane Ferreira.

As informações são do Blog do Esmael Morais.